Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BikeFantasy (Blog)

29
Set20

La Flèche Wallonne

Corre-se já amanhã a 5ª etapa da Classics 1, La Flèche Wallonne, e como é óbvio no Bike Fantasy também tens a oportunidade de a correr.

Atualmente esta prova é liderada pelo vencedor do ranking de 2019, Pedro Miguel Ramos, que junta à camisola amarela a liderança da juventude. Zédu Neves lidera por equipas e Vítor Castro está na frente dos pontos.

Chegada de 2019 a coroar Julien Alaphilippe

Na estrada, em 2019 o vencedor foi o recentemente coroado campeão do mundo, Julian Alaphilippe, que venceu no risco sobre o Jakob Fuglsang. Este ano o pelotão da prova está algo desfalcado de especialistas neste tipo de provas e tem em Patrick Konrad o melhor classificado de 2019, terminou na 7ª posição.

Na startlist estão ainda assim alguns nomes que estão em excelente momento de forma e que certamente animarão a corrida. Desde logo Tadej Pogačar, vencedor do Tour de 2020, Richie Porte 3º classificado no Tour, Marc Hirschi, Tom Dumoulin, Mikel Landa, Michał Kwiatkowski, Rui Costa e o trio de colombianos da EF Pro Cycling são nomes candidatos aos lugares cimeiros.

28
Set20

Binck Bank Tour - 2020

Começa dia 29 (Terça-feira) mais uma edição do BinckBank Tour. A prova belga terá este ano apenas 5 etapas e contará com nomes como Mathieu Van der Poel (Alpecin-Fenix), Pascal Ackerman (Bora Hansgrohe) ou Mads Pedersen (Trek Segafredo).

Mathieu Van der Poel (Fenix-Alpecin)

 

No BikeFantasy, Pedro Miguel Ramos foi o grande dominador na época passada conquistado 3 das 4 camisolas possíveis. 

Não percas mais tempo, acede a BikeFantasy e começa a jogar!

26
Set20

Volta a Portugal Edição Especial 2020

A edição especial da nossa volta começa já neste domingo. Neste contexto de pandemia, esta poderá ser a prova de salvação de muitas das equipas nacionais. Quase sem competição em Portugal, ninguém sabe muito bem o que esperar desta edição. Serão 9 dias na estrada, com muitos dos locais habituais a serem visitados mas com a novidade das etapas mais duras a acontecerem mais cedo que o normal. A etapa 2 com a chegada ao alto da Senhora da Graça, certamente com um monte Farinha despido de público, será um dos pontos altos desta edição, ficando reservada para a etapa 4 a sempre decisiva chegada à Torre. As restantes etapas estão podem ser valiosas para os sprinters ou para ciclistas combativos com exceção do contra relógio final em Lisboa que ditará a classificação final.

João Rodrigues (W52 - FC Porto) vencedor da Volta a portugal 2019.

 

Dada a distribuição das etapas desta edição, o contexto em que estamos e a falta de competição evidente em todos os ciclistas, poderemos ter uma volta diferente. Não existem referências em competição dos ciclistas e nenhuma equipa sabe ao certo como estão os seus corredores e muito menos os adversários.

Este ano podemos ver vencer perfeitamente um “Rui Vinhas”. Uma fuga nos primeiros dias poderá ter sucesso e ditar o futuro da prova, pois sem as ditas referências não nos parece de crer que os blocos mais fortes W52 – FC Porto e Efapel queiram controlar as etapas mais duras de início a fim sem saberem como estão os seus líderes. Espera-se uma prova mais atacada que o habitual, e isso poderá ser excelente para nós espectadores. Se a prova se desenrolar segundo o guião habitual João Rodrigues, Joni Brandão e Vicente García de Mateos partem como favoritos, signifique isso o que significar neste contexto especial.

No que diz respeito ao nosso BikeFantasy, se existir alguma fuga, acertar num desses ciclistas ofensivos poderá ser a chave para a vitória, mas se a volta seguir o formato habitual os ciclistas habitualmente candidatos têm de estar sempre debaixo de olho para fazerem parte da escolhas e claro podem ser excelentes jokers.

No prólogo inicial os homens mais rápidos e mais pesados podem ser os ciclistas certos a apostar. Em nossa opinião Samuel Caldeira, Gustavo Veloso, Rafael Reis, Sergey Shilov, Vicente García de Mateos ou Gavin Mannion serão nomes a ter em conta.

O alto da torre (Serra da Estrela) será como sempre um dos momentos chaves da volta a Portugal

 

As etapas mais duras, como de costume deverão ter nos ciclistas das equipas nacionais os grandes protagonistas. A armada do W52-FC Porto deverá ter em João Rodrigues, vencedor da última edição, o seu trunfo mais forte mas Amaro Antunes e Gustavo Veloso são cartas a ter em conta. O bloco da Efapel deverá, como sempre, estar totalmente focado no seu chefe de fila Joni Brandão, tendo em António Carvalho e Tiago Machado os seus escudeiros. Das restantes equipas nacionais o grande nome a ter em conta na nossa opinião é Vicente de Mateos. Frederico Figueiredo mostrou estar em excelente forma no passado fim de semana no GP Joaquim Agostinho, mas o contra relógio final deverá retirar-lhe qualquer hipótese de lutar pelo top 5. Os axadrezados apesar das dificuldades sempre evidenciadas também nesta especialidade podem colocar 2 ou 3 homens no top 10 final. Das restantes equipas nacionais Joaquim Silva, Alejandro Marque e Henrique Casimiro podem ser homens a fazer parte do top 10 final. Das equipas estrangeiras Ricardo Vilela, Délio Fernandez e Keegan Swirbul devem ser os nomes a aparecer nestas etapas mais duras.

 

Não percas mais tempo e começa já a jogar.

26
Set20

Campeonatos do Mundo 2020 - Prova Masculina

O prato principal destes mundiais de ciclismo de 2020, em versão reduzida, serve-se no Domingo com a prova de estrada na vertente masculina.

Os 258km do circuito são extraordinariamente duros com 9 voltas e 18 subidas que parecem à partida colocar os sprinters de fora da luta e abrindo assim caminho para ciclistas especialistas em clássicas acidentadas ou até mesmo puros trepadores.

O leque de competidores é verdadeiramente luxuoso pelo que é impossível eleger um leque curto de favoritos a esta prova. Além do mais, o número reduzido de etapas deixou os competidores do BikeFantasy muito próximos pelo que a vitória surgirá para aquele que arriscar melhor em virtude da imprevisibilidade da prova.

Deixamos porém alguns nomes a ter em atenção no Domingo.

 

Vincenzo Nibali (Itália)

O italiano de 35 anos lidera uma luxuosa seleção italiana que a correr em casa e embalada pelo título histórico de Filippo Ganna no contra-relógio procurará voltar a colocar um corredor no lugar mais alto do pódio. E se é certo que Nibali é o mais mediático não se podem descartar nomes como Alberto Bettiol, Fausto Masnada, Diego Ulissi ou até mesmo Damiano Caruso, todos eles bastante talhados para este tipo de percursos.

 

Jakob Fuglsang (Dinamarca)

Não andaremos longe se dissermos que Jakob Fuglsang será um dos nomes mais apostados nas casas de apostas um pouco por todo o mundo. O dinamarquês tem-se revelado letal em provas de um dia com percursos acidentados e a sua candidatura ao título é mais do que justificada liderando uma seleção onde o atual campeão do mundo, Mads Pedersen, será a grande ausência.

 

Julian Alaphilippe (França)

Aconteça o que acontecer de uma coisa estamos certos: Alaphilippe vai tentar. O Francês tem espirito de guerreiro e mesmo quando a forma parece não o acompanhar a sua garra e vontade de vencer levam-no sempre a tentar um pouco mais. Liderando uma seleção forte o gaulês tentará em 2020 conquistar o título que lhe parecia destinado em 2019.

 

A estes nomes poderiam juntar-se muitos outros, desde logo os eslovenos Primoz Roglic e Tadej Pogacar, passando por Wout van Aert (Bélgica), Sepp Kuss (EUA), Maximilian Schachmann (Alemanha),  Alexey Lutsenko (Ucrânia) ou pelo agressivo Richard Carapaz (Equador) sem nunca esquecer a armada colombiana que recheada de puros trepadores poderá ter uma palavra a dizer caso as características da corrida assim o permitam.

 

 

25
Set20

Campeonatos do Mundo 2020 - Prova Feminina

Anna van der Breggen é campeã do mundo de contra relógio, a holandesa de 30 anos conseguiu finalmente o título que tanto procurou batendo toda a concorrência e beneficiando do terrível acidente que retirou a favorita Chloe Dygert da competição.

Amanhã é dia de prova em linha na vertente feminina e no BikeFantasy é por isso dia de escolher duas apostas para ir a jogo. Em seguida deixamos-te quatro nomes a ter em atenção durante  os acidentados 143km do percurso de Imola.

 

Annemiek van Vleuten (Países Baixos)

A campeão do mundo é a grande incógnita para Sábado. Afastada da prova de contra relógio por lesão a experiente holandesa surpreendeu toda a gente ao dizer que iria alinhar na prova de estrada mesmo tendo um pulso fraturado. Em situação normal o favoritismo de Annemiek era total, assim só a estrada o dirá.

 

Anna van der Breggen (Países Baixos)

A já campeã do mundo de contra-relógio vai querer juntar mais um título à sua extensa galeria de troféus conquistado um título que lhe foge desde 2018. A vencedora do Giro Rosa deste ano e segunda classificada nos mundiais de 2019 procurará capitalizar o seu grande momento de forma subindo ao lugar mais alto do pódio.

 

  Elisa Longo Borghini (Itália)

 

Quinta classificada nos mundiais do ano passado, vice campeã da Europa  e terceira classificada no Giro Rosa este ano. É este o cartaz da italiana de 28 anos que a correr em casa é a grande esperança dos locais para ver o título mundial ficar dentro de portas.

 

Katarzyna Niewiadoma (Polónia)

Se o 23º lugar da polaca nos mundiais de 2019 nada dizem o 3º lugar nos campeonatos da Europa e o 2º lugar no Giro Rosa, logo atrás de Anna van der Breggen e à fente de Elisa Longo Borghini, obrigam pelo menos a considerar a corredora de 25 anos como um dos nomes a ter em conta.

 

Post atualizado após a confirmação da ausência de Amanda Spratt (Austrália)

24
Set20

Campeonatos do Mundo 2020 - Contra Relógio Masculino

O segundo dia dos Mundiais de Ciclismo de Imola traz-nos o Contra Relógio Masculino, um percurso plano de 32 kilometros perfeitamente adaptado para os verdadeiros especialistas. No BikeFantasy, à semelhança de todos os contra relógios, só poderás escolher um nome de um leque onde não te faltam boas escolhas. 

 

Os nossos 5 favoritos

 

Rohan Dennis (Austrália)

O atual campeão do Mundo é à partida o principal favorito. Num percurso plano de 32 km o Australiano de 30 anos procurará revalidar o título e será seguramente uma boa escolha em BikeFantasy. Lembra-te no entanto que numa prova de 4 etapas o óbvio poderá não ser a melhor das escolhas.

 

Stefan Kung (Suiça)

O campeão da Europa de contra relógio abandou o Tour na 17ª etapa pelo que não foi possível ver a sua prestação no contra relógio final da prova mas aos 26 anos o Suiço parte como um dos principais favoritos procurando reconquistar para a Suiça um título que foge desde 2010 com o eterno Fabian Cancellara.

 

Filippo Ganna (Itália)

O campeão italiano esmagou toda a concorrência no contra-relógio final do Tirreno Adriático - onde se incluia Rohan Dennis - e por isso é um dos principais nomes a ter em conta para amanhã. Aos 24 anos e a correr em casa o italiano tem tudo para subir ao lugar mais alto do pódio.

 

Wout van Aert (Bélgica)

O campeão belga de contra relógio - onde bateu Victor Campenaerts -  é uma das maiores promessas do ciclismo mundial e apresenta-se nestes mundiais depois de uma participação brilhante no Tour de France onde fez 4º no contra relógio final. A questão principal será perceber de que forma as três semanas do Tour poderão pesar na prova de amanhã.

 

Remi Cavagna (França)

Campeão francês e vice campeão da Europa da especialidade, é com este palmarés que Remi Cavagna se apresenta amanhã na partida. O Francês de 25 anos mostrou no Tour que está em grande forma e num contra relógio bem a seu jeito tem tudo para se intrometer na luta pelo pódio.

 

 

Outros 5 nomes a ter em conta

Victor Campenaerts (Bélgica)

Tom Dumoulin (Países Baixos)

Alex Dowsett (Grã Bretanha)

Jan Tratnik (Eslovénia)

Nélson Oliveira (Portugal)

 

Lembra-te que com apenas 4 etapas os Mundiais de Ciclismo serão decidicos num pequeno detalhe e uma aposta numa surpresa, resultando, será seguramente um garante da vitória final ;)

23
Set20

Campeonatos do Mundo 2020 - Contra Relógio Feminino

Começam amanhã em Imola os Campeonatos do Mundo de ciclismo de 2020 este ano em formato reduzido. A prova contará apenas com as 4 provas de elites Contra relógio e prova de estrada tendo sido excluidos, devido à pandemia de CoVid-19 as provas dos escalões inferiores.

No BikeFantasy espera-nos uma prova muito dificil com a vitória a ser conseguida previsivelmente por pequenos detalhes dada a curta quantidade de etapas. Na época passada a vitória sorriu a José Carlos Mota que procurá assim defender o título.

Para amanhã Chloe Dygert-Owen parte como favorita, a Norte Americana procurá revalidar o título de campeã do mundo de contra-relógio alcançado o ano passado onde bateu a igualmente favorita para este ano Anna van Den Berg. Ausente da prova estará a 3ª classificada da época passada, a holandesa Annemiek van Vleuten, o que garante desde já um pódio diferente amanhã em Imola.

Não percam mais tempo, entrem em BikeFantasy e façam já a vossa escolha para o contra relógio de amnhã!

 

 

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D

    Sigam-me

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub